Reflexões sobre o ensino colonial em África: trajetórias da instituição escolar no antigo Sudão (1889-1952)

Patrícia Teixeira Santos

Resumo


O artigo consiste no estudo da trajetória da constituição das escolas coloniais no território que corresponde, atualmente, aos países do Sudão e Sudão do Sul (decretado autônomo no ano de 2011). O ensino colonial desenvolvido pelas missões católicas foi fundamental para hierarquização
de populações e para a consagração da divisão política e territorial
dos povos sudaneses. O processo escolar também desenvolveu a formação de quadros da elite e produziu conteúdos históricos escolares que circularam para além das fronteiras coloniais, e que foram ensinados também para a infância e a juventude na Europa. Assim, jovens africanos e europeus aprenderam os mesmos conteúdos sobre a África, porém os vivenciaram de forma hierarquicamente diferenciada.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.20949/rhhj.v1i1.13

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Patrícia Teixeira Santos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

       

 

 

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia