Historiador e/ou professor de História: a formação nos cursos de graduação de História

Claudia Sapag Ricci

Resumo


O artigo aborda o processo de normatização curricular dos cursos de História quando, na década de 1990, o Ministério da Educação delineou parâmetros de elaboração das estruturas curriculares e perfil profissional do historiador a ser perseguido nacionalmente e, em 2001, o Conselho Nacional de Educação aprovou as Diretrizes Curriculares dos Cursos de História. Focaliza a relação dessas diretrizes com os projetos pedagógicos, o perfil profissional do historiador, a polêmica instaurada em relação à distinção entre bacharelado e licenciatura nos cursos de História e a inclusão de políticas de patrimônio histórico, preservação do meio ambiente, direitos à pluralidade e à cidadania cultural, como fundamentais para a atuação do historiador.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.20949/rhhj.v4i7.178

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Claudia Sapag Ricci

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

       

 

 

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia