O Currículo Mínimo, o Ensino de História e o Sistema Estadual de Avaliação no Estado do Rio de Janeiro: reflexões sobre os processos de ensino e aprendizagem na escola básica

Maria Aparecida da Silva Cabral

Resumo


Este artigo tem por objetivo analisar o processo de implementação, a partir de 2012, do Currículo Mínimo proposto pela Secretaria de Educação e Cultura, no estado do Rio de Janeiro. Focaliza-se o impacto dessa política educacional no cotidiano escolar, especificamente nas aulas de História do Ensino Fundamental II, com vistas a compreender a maneira como os professores têm organizado a transmissão do conhecimento histórico escolar, bem como seu processo de avaliação nas salas de aula. Tomando como fontes documentais os registros elaborados por licenciandos de História em atividades de Estágio Supervisionado realizadas nas escolas públicas estaduais, bem como os documentos produzidos no âmbito da Seeduc/RJ, constatamos que os professores têm dirigido atenção aos exercícios do Saerjinho e do Saerj durante as aulas de História.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.20949/rhhj.v4i8.194

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Maria Aparecida da Silva Cabral

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

       

 

 

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia