Os cadernos diários nos cotidianos do Ilè Aṣé Omi Larè Ìyá Sagbá

Marta Ferreira Silva

Resumo


Este artigo é fragmento da dissertação “Ìtàn – oralidades e escritas: um estudo de caso de cadernos de hunkó e outras escritas no Ilè Aṣé Omi Larè Ìyá Sagbá”, na qual analiso as redes educativas construídas no terreiro de candomblé Ilè Aṣé Omi Larè Ìyá Sagbá partindo dos ìtàn (histórias de òrìṣà) como narrativa histórica que dá sentido à religião, bem como dos cadernos/diários de crianças e adolescentes candomblecistas, que registram por escrito aquilo que é aprendido nos cotidianos desse terreiro. A língua yorubá surge como ponto comum nesses cadernos/diários, através dos ìtàn, das aduras (rezas), e dos glossários. As análises desses registros escritos e as configurações dos textos nos cadernos/diários serão apresentadas neste texto, que busca refletir sobre o aprender no terreiro e o aprender na escola.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.20949/vol4n8

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Marta Ferreira Silva

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

       

 

 

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia