Consciência histórica sobre a África e a cultura afro-brasileira

Luíza Vieira Maciel, Claricia Otto

Resumo


Este artigo resulta de pesquisa que objetivou compreender aspectos da consciência histórica de alunos de uma escola municipal por meio da análise de um conjunto diversificado de atividades que tomou como foco a história da África e a cultura afro-brasileira. Foi possível identificar diferentes sentidos históricos produzidos pelos alunos participantes da pesquisa, dentre os quais se destacaram referências à pobreza, violência e subdesenvolvimento do continente africano. Apesar disso, os alunos também indicaram a diversidade de suas riquezas naturais e culturais, bem como a força de vontade de sua população. Constatamos que essas perspectivas foram elaboradas com base em informações provenientes de diferentes espaços, principalmente a televisão, os filmes e a escola, com destaque para as aulas de História.


Texto completo:

PDF

Referências


ARIÈS, Philippe. O tempo da história. Trad. Roberto Leal Ferreira. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1989.

BRASIL. Lei nº 10.639, de 9 jan. 2003. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2003/L10.639.htm; Acesso em: 15 jun. 2014.

CERRI, Luís Fernando. Os conceitos de consciência histórica e os desafios da Didática da História. Revista de História Regional, Ponta Grossa, v.2, n.6, p.93-112, 2001. Disponível em: http://www.revistas2.uepg.br/index.php/rhr/article/view/2133/1614; Acesso em: 7 set. 2016.

FLORIANÓPOLIS. Secretaria Municipal de Educação. Projeto Político Pedagógico Escola Básica Municipal Dilma Lúcia dos Santos. Florianópolis, 2010.

GADAMER, Hans-Georg. Problemas epistemológicos das ciências humanas. In: GADAMER, Hans-Georg; FRUCHON, Pierre (Org.) O problema da consciência histórica. Trad. Paulo Cesar Duque Estrada. Rio de Janeiro: Ed. FGV, 1998. p.17-25.

HELLER, Agnes. Uma teoria da história. Trad. Dilson Bento F. F. Lima. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1993.

OLIVA, Anderson R. Lições sobre a África: diálogos entre as representações dos africanos no imaginário ocidental e o ensino da história da África no mundo atlântico (1990-2005). Tese (Doutorado em História Social) – Universidade de Brasília (UnB). Brasília, 2007.

RÜSEN, Jörn. Aprendizagem histórica: fundamentos e paradigmas. Trad. Caio C. Pereira, Daniel Martineschen, Peter H. Rautman, Sibele Paulino. Curitiba: W. A. Editores, 2012.

_______. Didática da História: passado, presente e perspectivas a partir do caso alemão. Trad. Marcos Roberto Kusnick. Práxis Educativa, Ponta Grossa, v.1, n.2, p.7-16, jul./dez. 2006. Disponível em: www.revistas2.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/download/279/285; Acesso em: 7 set. 2016.

_______. História Viva. Trad. Estevão de Rezende Martins. Brasília: Ed. UnB, 2007a.

_______. Razão Histórica. Trad. Estevão de Rezende Martins. Brasília: Ed. UnB, 2001.

_______. Reconstrução do passado. Trad. Asta-Rose Alcaide. Brasília: Ed. UnB, 2007b.

SOUZA, Maysa E. Congo e Dongo na escola: histórias na África Centro-Ocidental. In: SILVA, Cristiani B. da [et al.] (Org.) Experiências de Ensino de História no Estágio Supervisionado. Florianópolis: Ed. Udesc, 2011. p.331-349.




DOI: https://doi.org/10.20949/rhhj.v5i10.262

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Luíza Vieira Maciel, Claricia Otto

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

       

 

 

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia