O WhatsApp como extensão da sala de aula: o ensino de História na palma da mão

Cristiano Gomes Lopes, Braz Batista Vas

Resumo


O século XXI nos apresenta constantes avanços no campo das Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação (TDIC), com desdobramentos em todas as esferas da vida humana, inclusive no âmbito educacional. Este trabalho é fruto de estudo realizado no curso de Mestrado Profissional em Ensino de História (PROFHISTÓRIA) que destacou a importância dos usos das TDIC como ferramentas de ensino da disciplina História, enfatizando especificamente o uso pedagógico dos grupos formados dentro da plataforma do aplicativo WhatsApp, buscando fazer desse ambiente virtual uma extensão da sala de aula. Para tanto, foi necessária a verificação das potencialidades didáticas do aplicativo na promoção de ensino e aprendizagem de forma colaborativa, em uma turma do ensino médio. Constataram-se as condições de funcionamento efetivo desses grupos, como extensão da sala de aula.


Texto completo:

PDF

Referências


BARCA, Isabel. A educação histórica numa sociedade aberta. Currículo sem Fronteiras, v.7, n.1, p.5-9, 2007.

DEMO, Pedro. Habilidades do século XXI. Boletim Técnico do Senac, Rio de Janeiro, v.34, n.2, maio/ago. 2008. Disponível em: http://www.senac.br/bts/342/artigo-1.pdf; Acesso em: 12 fev. 2016.

FERREIRA, Marieta de M.; FRANCO, Renato. Aprendendo História: reflexão e ensino. Rio de Janeiro: Ed. FGV, 2013.

FLEURY, Newton M. Sistemas de informações gerenciais. Universidade Federal Fluminense. Niterói, 2003. (Mimeo).

FONSECA, Selva G. Fazer e ensinar História. Belo Horizonte: Dimensão, 2009.

GOMEZ, Margarita V. Cibercultura, formação e atuação docente em rede: guia para professores. Brasília: Liberlivros, 2010.

KENSKI, Vani M. Tecnologias e ensino presencial e a distância. Campinas: Papirus, 2003. (Série Práticas Pedagógicas).

LÉVY, Pierre. Cibercultura. Trad. Carlos Irineu da Costa. São Paulo: Ed. 34, 1999.

LOPES, Cristiano G. Aprendizagem colaborativa e o ensino de História na palma da mão: o WhatsApp como ferramenta de ensino aprendizagem. (Mestrado profissional em Ensino de História) – Universidade Federal do Tocantins, Araguaína. (Mestrado em andamento, início: 2014).

LORENZO, Eder M. A utilização das redes sociais e a Educação: a importância das redes sociais na educação. 3.ed. São Paulo: Clube de Autores, 2013.

MORAN, José M. Educação híbrida: um conceito chave para a educação, hoje. In: BACICH, Lilian; TANZI NETO, Adolfo; TREVISANI, Fernando de M. (Org.) Ensino híbrido: personalização e tecnologia na educação. Porto Alegre: Penso, 2015. p.27-45.

RECUERO, Raquel. Redes sociais na internet. Porto Alegre: Sulina, 2009.

RÜSEN, Jörn. Razão histórica: Teoria da História: os fundamentos da ciência histórica. Trad. Estevão de Rezende Martins. Brasília: Ed. UnB, 2001.

_______. Reconstrução do passado: Teoria da História II: os princípios da pesquisa histórica. Trad. Estevão de Rezende Martins. Brasília: Ed. UnB, 2007.

SACCOL, Amarolinda; SCHLEMMER, Eliane; BARBOSA, Jorge. M-Learning e U-Learning: novas perspectivas de aprendizagem móvel e ubíqua. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2011.

SCHMIDT, Maria A.; BARCA, Isabel. Aprender História: perspectivas da Educação Histórica. Ijuí: Unijuí, 2009.

THIOLLENT, Michel. Metodologia da pesquisa-ação. 18.ed. São Paulo: Cortez, 2011.

WEBER Aline; SANTOS Rosimary dos; SANTOS Edméa. Caiu na rede é peixe: o currículo no contexto das redes sociais. Conhecimento & Diversidade, Niterói, n.8, p.56-75, jul./dez. 2012. Disponível em: http://www.revistas.unilasalle.edu.br/index.php/conhecimento_diversidade/article/view/972; Acesso em: 20 jun. 2014.




DOI: https://doi.org/10.20949/rhhj.v5i10.291

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Cristiano Gomes Lopes, Braz Batista Vas

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

       

 

 

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia