A Reconquista: entre o debate historiográfico e a avaliação de uma realidade tardo-medieval

Marcella Lopes Guimarães

Resumo


A História é um campo que se revitaliza na mesma direção para o qual o olhar do historiador se volta, ou seja, para a mudança. O processo de revitalização se funda no debate e na deslocação das ideias gerais. Este artigo marca uma posição sobre o conceito de Reconquista em três direções específicas: na discussão historiográfica; no recurso às crônicas tardo-medievais portuguesa e castelhana, a saber as escritas por Gomes Eanes de Zurara e a Crónica de D. Juan II, e, por fim, na mediação do debate para o estudo da História Medieval no ambiente da escola, a fim de fazer convergir a análise e o recurso aos documentos de forma significativa para a construção do conhecimento histórico.


Texto completo:

PDF

Referências


I – Documentos:

Crónica del serenísimo Príncipe Don Juan, segundo rey deste nombre en Castilla y en Leon. In: Biblioteca de autores españoles desde la formación Del lenguaje hasta nuestros dias. Cronicas de los reyes de Castilla desde Don Alfonso el Sabio, hasta los católicos Don Fernando y Doña Isabel. Colección ordenada por Don Cayetano Rosell. Tomo II. Madrid, 1953.

ZURARA, Gomes Eanes de. Crónica da Tomada de Ceuta. Introdução e notas de Reis Brasil. Publicações Europa-América, 1992.

II – Estudos:

ALVAR, Carlos, MAINER, José-Carlos, NAVARRO, Rosa. Breve Historia de la Literatura Española. Madrid: Alianza Editorial, 2011.

BLOCH, Marc. Apologia da História ou o ofício de historiador. Tradução: André Telles. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

DUBY, Georges. Ano 1000 Ano 2000: na pista de nossos medos. Tradução: Eugênio Michel da Silva e Maria Regina Lucena Borges-Osório. São Paulo. Editora Unesp. 1998.

FLETCHER, R. Em busca de El Cid. São Paulo: EdUNESP, 2002.

FONTES, João Luís Inglês. Cruzada e expansão: a bula Sane Charissimus. Revista Lusitânia Sacra 7, p. 403-420, 2ª série, 1995. Disponível em: http://repositorio.ucp.pt/bitstream/10400.14/4952/1/LS_S2_07_JoaoLIFontes.pdf ; acesso em 24/04/2017.

GARCÍA FITZ, Francisco. La Reconquista: un estado de la cuestión. Revista Clio & Crimen 6, p. 142-215, 2009. Disponível em: https://www.durango-udala.net/portalDurango/RecursosWeb/DOCUMENTOS/1/1_1945_3.pdf ; acesso em 24/04/2017.

GONZÁLEZ JIMÉNEZ, Manuel. Sobre la ideologia de la Reconquista: realidades y tópicos. XIII Semana de Estudios Medievales. Nájera: Instituto de Estudios Riojanos, 2003. Disponível em: http://www.vallenajerilla.com/berceo/santiago/reconquista.htm ; acesso em 24/04/2017.

GUIMARÃES, Marcella Lopes. A coleção de cartões postais do historiador. Revista Brathair 16, p. 205-220, 2016/2. Disponível em: http://ppg.revistas.uema.br/index.php/brathair/article/view/1261 ; acesso em: acesso em 24/04/2017.

GUIMARÃES, Marcella Lopes. As memórias de D. Leonor López de Córdoba (1362/63-1430): uma poética do não esquecimento. Revista Mirabilia 21, p. 151-164, 2015/2. Disponível em: http://www.revistamirabilia.com/sites/default/files/pdfs/21-08.pdf ; acesso em 24/04/2017.

KOSELLECK, Reinhart. Futuro passado: contribuição à semântica dos tempos históricos. Apresentação de Marcelo Jasmin. Rio de Janeiro: Contraponto: Ed. PUC-Rio, 2006.

LANCIANI, Giuseppe, TAVANI, Giulia (orgs.). Dicionário da Literatura Medieval Galega e Portuguesa (2ª ed.). Tradução de José Colaço Barreiros e Artur Guerra. Lisboa: Caminho, 2000.

OLIVEIRA, Jelson, GUIMARÃES, Marcella Lopes. Diálogo sobre a alegria: entre a Filosofia e a História. Curitiba: Ed. PUCPRess, 2016.




DOI: https://doi.org/10.20949/rhhj.v6i12.364

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Marcella Lopes Guimarães

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

       

 

 

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia