Indagações sobre o sentido do ensino de História e a construção da democracia no Brasil

Aparecida Darc Souza

Resumo


O tema deste artigo é o estudo da relação entre o conteúdo escolar da disciplina de História e a questão da construção de uma sociedade democrática no Brasil. Esta questão tornou-se relevante face ao quadro de crise da democracia instalado no cenário nacional em período recente. Destacamos deste contexto os pedidos de volta da ditadura e a reação imediata de caracterizá-los como desconhecimento da história. Esta crítica assumiu diversas expressões nas redes sociais, pautando a disciplina de História como um dos principais elementos a ser ponderado relativamente aos numerosos pronunciamentos pró-ditadura, contrários aos direitos civis. De modo específico, este artigo tem como objetivo problematizar essa percepção. Metodologicamente, esta proposta foi desenvolvida a partir da análise dos conteúdos de História do Brasil presentes nos livros didáticos produzidos nos anos de 1990.

Texto completo:

PDF

Referências


ABUD, K. Propostas para um ensino de História: a construção de um saber escolar. Fronteiras. Dourados, MS, v.18, n.31, jan-jun. 2016, pp.296-304. Disponível em http://ojs.ufgd.edu.br/index.php/FRONTEIRAS/article/view/5470/2814

BITTENCOURT, C. Capitalismo e cidadania nas propostas curriculares de História. In _____. (org). O saber histórico na sala de aula. 9ª. Ed. São Paulo, Contexto, 2004, p.11-27.

_____. Reflexões sobre o ensino de História. Estudos Avançados, São Paulo , v. 32, n. 93, p. 127-149, ago. 2018 . Disponível em . acessos em 03 jan. 2019.

BITTENCOURT, J. Pesquisas diz que 43% querem intervenção Militar. Revista Fórum, 28 de setembro de 2017. Disponível em https://www.revistaforum.com.br/parana-pesquisas-diz-que-43-querem-intervencao-militar/. Consulta realizada em 9 de julho de 2018.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal: Coordenação de Edições Técnicas, 2016. 496p.

_____. Guia do Livro Didático. PNLD 2011: História. Brasília, MEC, SEB, 2010.

_____. LDB (1996). Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília, Senado Federal, Coordenação de Edições Técnicas, 2017.

_____. Lei 10.639 de 2003 que altera o artigo 26 da Lei 9.394 de Diretrizes e Bases da Educação Nacional de 1996.

_____. Lei 11.645 de 2008 que altera o artigo 26 da Lei 9.394 de Diretrizes e Bases da Educação Nacional de 1996.

_____. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro e quarto ciclos: introdução aos temas transversais. Brasília: MEC/SEF, 1997.

_____. Secretaria de Educação Média e Tecnológica, Parâmetros Curriculares Nacionais: Ensino Médio. Parte IV: Ciências Humanas e suas Tecnologias. Brasília: Min. Da educação, 2000.

CABRINI, C. Ensino de História: revisão urgente. SP, Brasiliense, 1986.

CERRI, L. F. Recortes e organizações de conteúdos históricos para educação básica. Antíteses.v.2, n3, jan-jun 2009, pp.131-152.

CHESNEAUX, J. Devemos fazer tábula rasa do passado. São Paulo, Ática, 1995.

FAORO, R. Os donos do poder: formação do patronato político brasileiro. São Paulo, Globo, Publifolha, 2000.

FENELON, D. A formação do profissional de História e a realidade do ensino. Projeto História, v.2, jan-dez. 1982, pp. 7-19.

FONSECA, S. G. Didática e prática de ensino de História: experiências, reflexões e aprendizados. Campinas, SP, Papirus, 2003.

______. A História na Educação Básica: conteúdos, abordagens e metodologias. In Anais do Seminário: Currículo em Movimento: perspectivas atuais. Belo Horizonte, nov. 2010, pp.1-13. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/docman/dezembro-2010-pdf/7168-3-4-historia-educacao-basica-selva/file

GONÇALVES, Claudia Maria. Políticas dos direitos fundamentais e sociais na Constituição Federal de 1988. Tese de doutorado apresentada ao Programas de Pós-Graduação em Políticas Públicas da Universidade Federal do Maranhão. São Luís, MA, 2005, pp. 270.

HOLANDA, S. B. Raízes do Brasil. 26ª. Ed. Rio de Janeiro, José Olympio, 1994.

MELO, C. F. de C.B. Senhores da História e do esquecimento: a construção do Brasil em dois manuais didáticos de História na segunda metade do século XIX. Belo Horizonte, MG: Argumentun, 2008.

MIRANDA, Sonia Regina; LUCA, Tania Regina de. O livro didático de história hoje: um panorama a partir do PNLD. Revista Brasileira de História. São Paulo, v. 24, n. 48, p. 123-144, 2004 . Disponível em . Access on 30 Jan. 2018.

PILETTI, N. História do Brasil. 14ª. ed. São Paulo, 1996, Ática.

PINSKY, J. O ensino de História e a criação do fato. 4ª. Ed.São Paulo, Contexto, 1992.

PINTO, C. R. J. A trajetória discursiva das manifestações de rua no Brasil (2013-2015). Lua Nova, São Paulo, n. 100, p. 119-153, Jan. 2017. Disponível em . Acesso em 28 Dez. 2018.

SILVA, José Afonso da. O estado democrático de direito. Revista de Direito Administrativo, Rio de Janeiro, v. 173, p. 15-24, jul. 1988. Disponível em: . Acesso em: 23 Ago. 2018.

SILVA, M. A.(org). Repensando a História. São Paulo, Marco Zero, 1984.

SCHERER-WARREN, Ilse. Manifestações de rua no Brasil 2013: encontros e desencontros na política. Cad. CRH. Salvador , v. 27, n. 71, p. 417-429, Aug. 2014 . Disponível em: . Acesso em 28 Dez. 2018.

VICENTINO, C; DORIGO, G. História do Brasil. 1ª. edição, São Paulo, Editora Scipione, 1995.




DOI: https://doi.org/10.20949/rhhj.v8i16.494

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Aparecida Darc Souza

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

       

 

 

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia