Artes de ensinar, ofício de viver: das narrativas (auto)biográficas a uma história pública dos professores

Mariana Mizael Pinheiro da Silva, Everardo Paiva de Andrade, Juniele Rabêlo de Almeida

Resumo


O artigo aborda a interface entre trajetórias docentes e história pública, a partir de reflexões que apontam os professores como sujeitos dos seus saberes e práticas, bem como produtores de sua própria história. Busca o cruzamento das trajetórias de vida e das inventividades docentes ao reconhecer a potência das narrativas (auto)biográficas para significação compartilhada, no espaço público, das artes de ensinar. Procura experimentar possibilidades teórico-metodológicas, por meio da construção e da consolidação do acervo Trajetórias Docentes – composto por entrevistas públicas e memoriais de professores em variados contextos de formação. Trata ainda de interpretações acerca dos diferentes modos de olhar as práticas docentes, a partir do sentido catalisador da aprendizagem narrativa, para construção de uma história pública dos professores.


Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Juniele Rabêlo de; MAUAD, Ana Maria; SANTHIAGO, Ricardo (Orgs.). História Pública no Brasil: sentidos e itinerários. São Paulo (SP): Letra e Voz, 2016.

ALMEIDA, Juniele Rabêlo; MENESES, Sônia (Orgs.). História pública em debate: patrimônio, educação e mediações do passado. São Paulo (SP): Letra e Voz, 2018.

ALMEIDA. Juniele Rabêlo. História Oral e Movimento Social: narrativas públicas. Coleção História Oral e Dimensões do público. São Paulo (SP): Letra e Voz, 2016.

ALMEIDA. Juniele Rabêlo; ROVAI, Marta Gouveia de Oliveira (Orgs.). Introdução à História Pública. São Paulo (SP): Letra e Voz, 2012.

ANDRADE, Everardo Paiva de (Org.). A formação de professores pela mão dos formadores: política, currículo e cotidiano nas licenciaturas da UFF. Niterói (RJ): Eduff, 2015.

ANDRADE, Everardo Paiva de. Mais história e ainda mais docência: por uma epistemologia da prática docente no ensino de História. Campos dos Goytacazes (RJ): EdFAFIC, 2002.

ANDRADE, Everardo Paiva de. Memórias sentimentais (e críticas) de um programa de iniciação à docência: o ponto de vista do PIBID História UFF 2014. In: Revista Interinstitucional Artes de Educar, v. 2, nº 3. Rio de Janeiro (RJ): Programas de Pós-Graduação em Educação UERJ/FFP, UFRRJ/IM-IE e UNIRIO. Out. 2016/jan. 2017.

ANDRADE, Everardo Paiva de; ALMEIDA, Juniele Rabêlo de. Trajetórias docentes e história pública: a construção de um acervo com narrativas de professores. In: ALMEIDA, Juniele Rabêlo; MENESES, Sônia (Orgs.). História pública em debate: patrimônio, educação e mediações do passado. São Paulo (SP): Letra e Voz, 2018.

ANDRADE, Everardo Paiva de; ALMEIDA, Juniele Rabêlo de; CABECEIRAS, Manuel de Viveiros; DEZEMONE, Marcus. PIBID. Universidade e escola formando professores de História. São Paulo (SP): Letra e Voz, 2015.

ANDRADE, Everardo Paiva de; ANDRADE, Nívea. História Pública e educação: tecendo uma conversa, experimentando uma textura. In: MAUAD, Ana; ALMEIDA, Juniele; SANTHIAGO, Ricardo. (Org.). História Pública no Brasil: sentidos e itinerários. São Paulo (SP): Letra e Voz, 2016.

ANDRADE, Everardo Paiva de; BARRETO, Marcos Pinheiro (Orgs.). Trajetórias docentes: professores de História narram suas histórias na profissão. Rio de Janeiro (RJ): E-papers, 2019.

APPLE, Michael W. A política do conhecimento oficial: faz sentido a ideia de um currículo nacional? In: MOREIRA, Antonio Flavio; TADEU, Tomaz (Orgs.). Currículo, cultura e sociedade. 12ª ed., São Paulo (SP): Cortez, 2011. p. 71-106.

BACZKO, Bronislaw. Imaginação social. In: Enciclopédia Einaudi, s. 1. Lisboa: Imprensa Nacional/Casa da Moeda, Editora Portuguesa, 1985.

BRAGANÇA, Inês Ferreira de Souza; LIMA, Rita Pereira. Narrativas de vida de instrutores da educação profissional como possibilidade de estudos no campo das representações sociais. In: Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos (online). Brasília (DF): v. 97, nº 246, maio/ago. 2016.

CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano: 1. Artes do fazer. 3. ed., Petrópolis (RJ): Vozes, 1998.

CERTEAU, Michel de; GIARD, Luce & MAYOL, Pierre. A invenção do cotidiano – 2. Morar, cozinhar. 12. ed., Petrópolis (RJ): Vozes, 2013.

FERRAROTTI, Franco. Sobre a autonomia do método biográfico. In: NÓVOA, António; FINGER, Matthias (Orgs.) O método (auto)biográfico e a formação. 2ª ed., Natal (RN): EDUFRN, 2014.

FERREIRA, Marieta de Morais. Demandas sociais e História do Tempo Presente. In: VARELLA, Flávia Florentino et al (orgs.). Tempo presente & usos do passado. Rio de Janeiro (RJ): Editora FGV, 2012.

FONSECA, Selva Guimarães. Ser professor no Brasil: história oral de vida. Campinas (SP): Papirus, 1997.

FRISCH, Michael. A história pública não é uma via de mão única, ou, De A Shared Authority à cozinha digital, e vice‐versa. In: MAUAD, Ana Maria, ALMEIDA, Juniele Rabêlo de, SANTHIAGO, Ricardo (Orgs.). História pública no Brasil: sentidos e itinerários. São Paulo (SP): Letra e Voz, 2016, p. 57‐71.

FRISCH, Michael. A Shared Authority: Essays on the Craftand Meaning of Oral and Public History. Albany: State University of New York Press, 1990.

GAUTHIER, Clermont; MARTINEAU, Stéphane; DESBIENS, Jean-François; MALO, Annie; SIMARD, Denis. Por uma teoria da pedagogia: pesquisas contemporâneas sobre o saber docente. 2ª ed., Ijuí (RS): EdUnijui, 2006.

GILL, Scherto; GOODSON, Ivor F. Métodos de história de vida e narrativa. In: SOMEKH, Bridget; LEWIN, Cathy (Orgs.). Teoria e métodos de pesquisa social. Petrópolis (RJ): Vozes, 2015. P. 215-224.

GOODSON, Ivor F. As políticas de currículo e de escolarização: abordagens históricas. Petrópolis (RJ): Vozes, 2008.

GOODSON, Ivor F. Dar voz ao professor: as histórias de vida dos professores e o seu desenvolvimento profissional. In: NÓVOA, António (Org.). Vidas de professores. Porto (PORT): Porto Editora, 1992.

GOODSON, Ivor F. Developing life and Works histories ou teachers (Desenvolvendo histórias de vida e de trabalho de professores). In: ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto (Org.). A aventura (auto)biográfica: teoria e empiria, CIPA 1 (The autobiographic adventure: teory and pratice). Porto Alegre (RS): EdPUCRS, 2004.

GOODSON, Ivor F. O currículo em mudança: estudos na construção social do currículo. Porto (PT): Porto Editora, 2001.

GUMBRECHT, Hans Ulrich. Produção de presença: o que o sentido não consegue transmitir. Rio de Janeiro (RJ): Contraponto, Editora PUC-Rio. 2010.

HUBERMAN, Michael. O ciclo de vida profissional dos professores. In: NÓVOA, António (Org.). Vidas de professores. Porto (PORT): Porto Editora, 1992.

HUYSSEN, Andreas. Passados presentes: mídia, política, amnésia. In: Seduzidos pela memória: arquiteturas, monumentos, mídia. Rio de Janeiro (RJ): Aeroplano, 2000.

KOSELLECK, Reinhart. Futuro passado: contribuição à semântica dos tempos históricos. 3ª reimpr., Rio de Janeiro (RJ): Contraponto; Editora PUC-Rio, 2012.

MAUAD, Ana Maria; SANTHIAGO, Ricardo; BORGES, Viviane (Orgs.). Que História Pública queremos? São Paulo (SP): Letra e Voz, 2018.

MONTEIRO, Ana Maria. Professores de História: entre saberes e práticas. Rio de Janeiro (RJ): Mauad, 2007.

NÓVOA, António (Org.). Vidas de Professores. Porto (PORT): Porto Editora, 1992.

NOVOA, António. Firmar a posição como professor, afirmar a profissão docente. Caderno de Pesquisa [online], v. 47, nº 166, 2017.

NÓVOA, António. Pesquisa em educação como processo dinâmico, aberto e imaginativo: uma entrevista com António Nóvoa. Educação & Realidade, v. 36, n. 2. Porto Alegre (RS), maio/agosto 2011.

NÓVOA, António; FINGER, Matthias. Introdução. In: NÓVOA, António; FINGER, Matthias (Org.). O método (auto)biográfico e a formação. 2ª ed., Natal (RN): EDUFRN, 2014.

PASSEGGI, M. C.; SOUZA, E. C. O movimento (auto)biográfico no Brasil: esboço de suas configurações no campo educacional. Revista Investigación Cualitativa, v. 2, n.1. 2017.

PASSEGGI, M.C. A pesquisa (auto)biográfica: por uma hermenêutica descolonizadora. In: Coisas do Gênero v. 2, nº 2. São Leopoldo (RS), ago-dez 2016.

PASSEGGI, Maria Conceição; BARBOSA, Tayana Mabel; CARRILHO, Maria de Fátima; MELO, Maria José Medeiros de; COSTA, Patrícia Lúcia da. Formação e pesquisa autobiográfica. In: SOUZA, Elizeu Clementino de (Org.). Autobiografias, histórias de vida e formação: pesquisa e ensino. Porto Alegre (RS), Salvador (BA): EDPUCRS, EDUNEB, 2006. p. 257-268.

PASSEGGI, Maria da Conceição. Memoriais auto-bio-gráficos: a arte profissional de tecer uma figura pública de si. In: PASSEGGI, Maria da Conceição; BARBOSA, Tatyana Mabel Nobre (Orgs.). Memórias, memoriais: pesquisa e formação docente [CIPA 5]. Natal (RN): Editora da UFRN; São Paulo (SP): Paulus, 2008. p. 27-42.

POLLAK, Michael. Memória, esquecimento, silêncio. Estudos Históricos, Rio de Janeiro (RJ), vol. 2, n. 3, p. 3-15, 1989.

RICOEUR, Paul. Tempo e narrativa. Campinas (SP): Papirus, 1994.

SARLO, Beatriz. Tempo passado: cultura da memória e guinada subjetiva. São Paulo – SP: Companhia das Letras; Belo Horizonte (MG): UFMG, 2007.

SELLES, Sandra Escovedo, ANDRADE, Everardo Paiva de. Políticas curriculares e subalternização do trabalho docente. In: Educação em Foco, v. 21, n. 1. Juiz de Fora (MG): Faculdade de Educação, Universidade Federal de Juiz de Fora. Mar. / jun. 2016.

SELLES, Sandra Escovedo; ANDRADE, Everardo Paiva de. Políticas de currículo e formação docente em tempos sombrios. In: CACHAPUZ, António F.; SHIGUNOV NETO, Alexandre; FORTUNATO, Ivan (Orgs.). Formação inicial e continuada de professores de ciências: o que se pesquisa no Brasil, Portugal e Espanha. São Paulo (SP): Edições Hipótese, 2018.

SHULMAN, Lee S. Knowledge and teaching: fundations of the New Reform. In: Harvard Educational Review, v. 57, nº 1, 1987.

SILVA, Mariana Mizael Pinheiro da. Artes de fazer educação das relações étnico-raciais nas aulas de Geografia (Uma pesquisa no contexto dos saberes profissionais dos professores). Niterói (RJ): Dissertação de Mestrado, PPGE – Programa de Pós-Graduação em Educação, 2018. 144 p.

TARDIF, Maurice. As concepções do saber dos professores de acordo com diferentes tradições teóricas e intelectuais. Rio de Janeiro (RJ): PUC-Rio, digitalizado, 2000. 32 p.

TARDIF, Maurice. Os professores diante do saber: esboço de uma problemática do saber docente. In: Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis (RJ): Vozes, 2002.

ZUMTHOR, Paul. Performance, recepção, leitura. São Paulo (SP): Cosac Naify, 2014.




DOI: https://doi.org/10.20949/rhhj.v8i15.521

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Mariana Mizael Pinheiro da Silva, Everardo Paiva de Andrade, Juniele Rabêlo de Almeida

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

       

 

 

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia