Para uma teoria e uma história da educação dos trabalhadores

Michael Merril, Susan J. Schurman

Resumo


A educação dos trabalhadores, entendida como educação de trabalhadores por trabalhadores de acordo com propósitos determinados por eles mesmos, tem estado num terreno de grande conflito, tanto quanto o trabalho. Se formos pensar uma história global a respeito da educação dos trabalhadores, ela precisará ser orientada por uma teoria geral que seja compatível. Hegel, de modo mais amplo, e Durkheim, de modo mais convincente, argumentaram que as sociedades são projetos cognitivos e morais dos quais a educação é constitutiva: o ser social e o conhecimento estão inextricavelmente ligados um ao outro. No contexto das revoluções democráticas acontecidas nos últimos 250 anos, o movimento operário se destacou simultaneamente como um movimento social onde se aprende a democracia e que luta pela educação democrática. A história da educação dos trabalhadores é a história da luta constante dos trabalhadores para se tornarem democratas e tornarem suas comunidades democráticas. Este breve ensaio introduz uma coleção de textos representativos de uma nova geração de pesquisadores sobre história da educação de trabalhadores, os quais esperamos que ajudem os movimentos tradicionais e emergentes dos trabalhadores a entenderem seu passado e a pensar mais claramente sobre seu futuro.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.20949/rhhj.v8i16.588

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Michael Merril, Susan J. Schurman

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

       

 

 

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia