“Muito mais que um jogo”: a diversidade cultural nas práticas esportivas dos povos indígenas como temática para o ensino de História

Vinícius Silveira Silveira Luz

Resumo


No presente artigo, busca-se narrar algumas experiências acerca do esporte e dos jogos tradicionais indígenas como temática para o ensino de História em uma turma de 6º ano do Ensino Fundamental no Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Santa Catarina. O conteúdo abordado em sala de aula foi o de “Povos Indígenas em Santa Catarina”, utilizando-se competições esportivas realizadas por povos indígenas e a prática esportiva em comunidades indígenas como forma de abordar a cultura indígena na contemporaneidade. As análises realizadas em atividades pelos alunos desempenharam papel avaliativo e auxiliaram na investigação da questão inicial que orientou a pesquisa: estudar a diversidade dos povos indígenas através do conhecimento sobre as práticas esportivas desses povos. A busca pela resposta dessa questão também passa pela promoção de ações para sensibilização dos alunos sobre a diversidade e riqueza da cultura indígena, portanto, temática central do artigo.

Texto completo:

PDF

Referências


BARCA, Isabel. Aula Oficina: do projecto à avaliação. In: ______. (Org.). Para uma educação histórica de qualidade. Actas das IV Jornadas Internacionais de Educação Histórica. Braga: Universidade do Minho, 2004, p.131-144.

BRASIL. LEI Nº 11.645, DE 10 MARÇO DE 2008. Altera a Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, modificada pela Lei no 10.639, de 9 de janeiro de 2003, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da rede de ensino a obrigatoriedade da temática “História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena”. Disponível em: Acesso em: 16/10/2019.

BRASIL. Constituição Federal. Artigo número 231. São reconhecidos aos índios sua organização social, costumes, línguas, crenças e tradições, e os direitos originários sobre as terras que tradicionalmente ocupam, competindo à União demarcá-las, proteger e fazer respeitar todos os seus bens. 1988. Disponível em: Acesso: 24/10/2019.

BRIGHENTI, Clovis Antonio. Povos Indígenas em Santa Catarina. In NÖTZOLD. Ana Lúcia Vulfe; ROSA, Helena Alpini; BRINGMANN, Sandor Fernando. Etnohistória, história indígena e educação: contribuições ao debate. Porto Alegre: Pallotti, 2012. p. 37-65.

BRIGHENTI, Clovis Antonio. Terras Indígenas em Santa Catarina. In NÖTZOLD. Ana Lúcia Vulfe; ROSA, Helena Alpini; BRINGMANN, Sandor Fernando. Etnohistória, história indígena e educação: contribuições ao debate. Porto Alegre: Pallotti, 2012. p. 255-277.

CAIMI, Flávia. Por que os alunos (não) aprendem História? Reflexões sobre ensino, aprendizagem e formação de professores de História. Revista Tempo. Ed. UFF, nº 21, vol. II,pp. 17-32, 2006.

DAMATTA, Roberto (org). Universo do Futebol: esporte e sociedade brasileira. Rio de Janeiro: Pinakotheke, 1982.

MALAFAIA, Evelyn Dias Siqueira. A importância da representatividade negra na construção de identificação em crianças negras a partir de literatura infanto-juvenil negra. In: Anais X Congresso Brasileiro de Pesquisadores/as Negros/as. Minas Gerais, 2018.

NUNES, Rodolfo Santos. Decolonizando o ensino de história indígena em uma oficina pedagógica para estudantes do Ensino Médio. 2017. 36 f., il. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado e Licenciatura em História) —Universidade de Brasília, Brasília, 2017.

ROQUE, Lucas. Jogos mundiais dos povos indígenas: Brasil, 2015: o importante é celebrar! / Lucas Roque, Marcos Terena, Juan Antonio Calfin e Taily Terena. – Brasília: PNUD, 2017. 104 p.

SILVA, Jeniffer Caroline da. O futebol e os Kaingang: Divertimento, prática esportiva e identificação. In NÖTZOLD. Ana Lúcia Vulfe; ROSA, Helena Alpini; BRINGMANN, Sandor Fernando. Etnohistória, história indígena e educação: contribuições ao debate. Porto Alegre: Pallotti, 2012. p. 387-402.

SILVA, Jeniffer Caroline da. BOLAS, BRINQUEDOS E JOGOS: Práticas de lazer e futebol na tradição dos Kaingáng da Terra Indígena Xapecó/SC. Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em História, Florianópolis, 2014. 143 p.

SOSA, Derocina Alves Campos. O Ensino de História e os Conceitos: Encaminhando Discussões sobre alteridade e identidades étnicas na sala de aula. Revista Historiae, Rio Grande, v. 1, n. 2, p.135-143, 2010.

URBAN, Ana Claudia. Aprender e ensinar História nos anos iniciais do Ensino Fundamental. 1 ed. São Paulo: Cortez, 2015.

WITTMANN, Luisa Tombini (org.). Ensino (d) e História Indígena. Belo Horizonte: Editora Autêntica, 2015.




DOI: https://doi.org/10.20949/rhhj.v10i20.658

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Vinícius Silveira Silveira Luz

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

       

 

 

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia