As memórias dissonantes do carvão: atividades educativas do Centro de Memória e Documentação da UNESC – CEDOC

Michele Gonçalves Cardoso, Tiago da Silva Coelho

Resumo


O presente trabalho objetiva discorrer
sobre as atividades educativas desenvolvidas
no Centro de Memória e Documentação
da Universidade do Extremo
Sul Catarinense – CEDOC. A instituição
promove diversas ações em parceria
com as escolas de educação básica com
a intenção de possibilitar reflexões sobre
a cidade de Criciúma e região por meio
de seus acervos. Nosso enfoque neste
artigo são as oficinas organizadas e realizadas
durante o ano de 2016 e que trataram
sobre diversos aspectos das atividades
carboníferas realizadas na cidade.
As memórias e a materialidade a respeito
dessas atividades são bastante positivadas,
silenciando, por vezes, narrativas
e espaços que apresentam narrativas
dissonantes, marginais e/ou sensíveis,
de modo que as oficinas realizadas pelo
CEDOC propuseram repensar as percepções
e discursos oficiais sobre a cidade
e a região carbonífera. As oficinas
realizadas em 2016 foram reconfiguradas e deram origem a vários outros projetos que continuam em andamento na instituição.


Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Ismael Gonçalves. (Re)construindo a maternidade: as políticas públicas materno-infantis brasileiras e suas implicações na Região Carbonífera Catarinense (1920-1960). Tese (Doutorado em História). Setor de Ciências Humanas, Universidade Federal do Paraná. Curitiba, 2014. 294 f.

ALVES, Ismael Gonçalves. Faces da assistência social do setor carbonífero catarinense: (Criciúma, 1930-1960). Dissertação (Mestrado em História). Centro de Ciências Humanas e da Educação, Universidade do Estado de Santa Catarina. Florianópolis, 2009. 161 f.

CAROLA, Carlos Renato. Dos Subterrâneos da História: as trabalhadoras das minas de carvão de Santa Catarina (1937-1964). 1. ed. Florianópolis: UFSC, 2002.

______. Memória e cultura do carvão em Santa Catarina: impactos sociais e ambientais. Santa Cruz do Sul, RS: EDUNISC, 2011.

CAROLA, Carlos Renato; DASSI, Nilson. Era uma vez o rio Mãe Luzia.... Criciúma: Editora UNESC, 2014.

COSTA, Marli de Oliveira. Artes de viver: recriando e reinventando espaços - memórias das famílias da Vila Operária mineira Próspera Criciúma (1945/1961). Dissertação (Mestrado em História). Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, 1999. 206 f.

______. Infâncias e "artes" das crianças: memórias, discursos e fazeres (sul de Santa Catarina - 1920 a 1950). Tese (Doutorado em Educação). Faculdade de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2009. 293 f.

______; OSÓRIO, Paulo Sérgio. Memórias e Identidades: as estruturas carboníferas como Patrimônio Cultural de Santa Catarina. Tubarão/Criciúma: Copiart/EdiUnesc, 2017.

GADOTTI, M. A questão da educação formal/não-formal. In: Droit à l´éducation: solution à tous les problémes ou probléme sans solution?, 2006, Sion: Institut internacional des droit de l´Enfant c/o Institut Universitaire Kurt Bösch, 2005.

GOULARTI FILHO, Alcides. Formação econômica de Santa Catarina. Florianópolis: Cidade Futura, 2002.

______. Memória e cultura do carvão em Santa Catarina. Florianópolis: Cidade Futura, 2004.

LEE, Peter. Nós fabricamos carros e eles tinham que andar a pé compreensão das pessoas do passado. In.: BARCA, Isabel. Educação Histórica e Museus. Minho/PT: Universidade do Minho, 2003.

MAUAD, A. M.; LOPES, M. F. de B. História e Fotografia. In: CARDOSO, Ciro Flamarion; VAINFAS, Ronaldo. Novos domínios da história. Rio de Janeiro: Elsevier, 2012.

MENEGUELLO, Cristina. Patrimônios difíceis (sombrios). In.: CARVALHO, Aline; MENGUELLO, Cristina (Orgs.). Dicionário temático de patrimônio: debates contemporâneos. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 2020. p. 245-248

______; BORGES, Viviane. T. Patrimônio, memória e reparação: a preservação dos lugares destinados à hanseníase no estado de São Paulo, Patrimônio e Memória (UNESP), v. 14, p. 345, 2018.

MENEZES, Carlyle T. B.; CAROLA, Carlos Renato. A politica da modernização, a legislação ignorada e a degradação socioambiental da indústria carbonífera (1930-1970). In: Carlos Renato Carola. (Org.). Memória e Cultura do Carvão em Santa Catarina: impactos sociais e ambientais. 1ªed.Santa Cruz do Sul, RS: EDUNISC, 2010, v. único, p. 196-218.

MENEZES, U. T. B. de. A fotografia como documento – Robert Capa e o miliciano abatido na Espanha: sugestões para um estudo histórico. Tempo, Rio de Janeiro, n. 14, p. 131-151, 2002.

MIRANDA, Antonio Luiz. Trajetórias e experiências do movimento operário sindical de Criciúma-SC: Da ditadura militar a Nova República - 1963/1990. Tese (Doutorado em História). Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, 2013. 238 f.

MONTEIRO, Renato de Araújo. As legislações de proteção ao patrimônio histórico e os tombamentos municipais em Criciúma/SC. In.: I Simpósio de Patrimônio Cultural de Santa Catarina - “Patrimônio Cultural: Saberes e Fazeres Partilhados”, Florianópolis, SC, 21 e 22 de novembro de 2013

RABELO, Giani. Entre o hábito e o carvão: pedagogias missionárias no sul de Santa Catarina na segunda metade do século XX. Tese (Doutorado em Educação). Faculdade de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2008. 415 f.

RÜSEN, Jörn. História viva. Teoria da história III: formas e funções do conhecimento histórico. Brasília: Ed. UNB, 2007.

STEPHANOU, Maria. Evidências da História, memórias entretecidas: experiências e novas aproximações em torno do patrimônio. In: GIL, Carmem Zeli de Vargas; TRINDADE, Rhuan Targino Zaçleski (org.). Patrimônio cultural e ensino de História. Porto Alegre: Edelbra, 2014.

TEIXEIRA, José Paulo. Os donos da cidade. Florianópolis: Insular, 1996.

VOLPATO, Terezinha Gascho. A pirita humana. Os mineiros de Criciúma. Florianópolis: Editora da UFSC, 1984.

______. Vidas Marcadas. Tubarão: Unisul, 2001.




DOI: https://doi.org/10.20949/rhhj.v10i19.746

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Michele Gonçalves Cardoso, Tiago da Silva Coelho

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

       

 

 

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia