Histórias locais, memórias e identificações: trabalhadores no ensino escolar de História

Jean Carlos Moreno, Adilson Carlos Lima, Mariane Melo Bueno

Resumo


O presente artigo, na perspectiva dos estudos
sobre ensino de História Local,
aborda elementos dos processos que estruturaram
uma narrativa mistificada e
seletiva acerca dos trabalhadores pobres
dos pequenos municípios de Figueira-
-PR e Tejupá-SP. Propõe-se, assim, um
duplo foco na História do Trabalho e na
História Local como forma de enfrentamento
das prescrições curriculares rígidas
na construção de espaços de ressignificação
da aprendizagem escolar de
História. Centrando-se nos conceitos de
memórias e identificações, o ensino de
História é entendido como um espaço
de superação das tradições seletivas, que
distorcem a realidade. Dessa maneira,
defende-se um ensino escolar de História
que possibilite aos alunos da Educação
Básica a condição de perceber os
sentidos das narrativas que circundam
sua vivência e, a partir disso, proporcione
a formação de indivíduos capazes de
agir de maneira crítica e autônoma.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.20949/rhhj.v11i22.786

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2022 Jean Carlos Moreno, Adilson Carlos Lima, Mariane Melo Bueno

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

       

 

 

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia