A teoria da história de Jörn Rüsen no Brasil e seus principais comentadores

Wilian Carlos Cipriani Barom

Resumo


O presente artigo trata da recepção brasileira da teoria da história de Jörn Rüsen, com especial destaque sobre o campo da Didática da História. A partir de uma revisão da literatura produzida no Brasil, busca identificar as principais contribuições da teoria de Rüsen para a história e seu ensino, de acordo com a opinião de pesquisadores e comentadores nacionais. Utiliza-se de uma amostragem de 34 artigos publicados em revistas e anais eletrônicos de eventos dedicados às áreas de História e Educação. Sintetiza as principais contribuições da teoria em cinco pontos: recuperar o enraizamento da história no cotidiano; compatibilizar método e sentido por meio da narrativa histórica; considerar as informações históricas presentes na sociedade como influência ao pensamento histórico; ser uma porta de entrada para as contribuições alemãs acerca da Didática da História; e possibilitar uma pesquisa no ensino da história que considere as ideias dos estudantes.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.20949/rhhj.v4i8.200

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Wilian Carlos Cipriani Barom

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

       

 

 

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia