“E o racismo no Vidigal?”: reflexões sobre a promoção da igualdade racial orientadas pelo ensino da história e da matemática a partir de recursos digitais

Vitor Leandro de Souza, Danubia de Araujo Machado

Resumo


O texto relata a experiência de ensino, desenvolvida com a turma de 8º ano do Ensino Fundamental,durante a Mostra Anual de Atividades promovida pelo Colégio Stella Maris, instituição confessional da rede privada de ensino do Rio de Janeiro. Por meio dos trabalhos desenvolvidos buscamos criar espaços de discussão sobre a discriminação racial e as diferentes dimensões que perpassam a temática do racismo. Para tal, utilizamos conteúdos ministrados nas aulas de História e Matemática sob uma perspectiva interdisciplinar e atenta a uma educação para a promoção da igualdade étnico-racial.


Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.Relatório do Comitê Nacional para a preparação da Participação Brasileira na III Conferência Mundial das Nações Unidas Contra o Racismo, Discriminação Racial, Xenofobia, e Intolerância Correlata. Brasília, 2001. Disponível em . Acesso em 20 de agosto de 2018.

CASTILO ARREDONDO, Santiago; CABRERIZO DIAGO, Jesús. Avaliação educacional e promoção escolar. São Paulo: Ed. UNESP, 2009.

FAZENDA, Ivani. Integração e interdisciplinaridade no ensino brasileiro: efetividade ou ideologia. São Paulo: Loyola, 1979.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

GADOTTI, Moacir. Interdisciplinaridade: atitude e método. São Paulo: Instituto Paulo Freire, 1999.

MERCADO, Luis Paulo Leopoldo. Formação docente e novas tecnologias. Inovar tecnologias na educação: reflexões sobre a prática. Maceió: Edufal, 2002.

MORAN, José Manuel. Novas tecnologias e mediação pedagógica. Campinas, SP: Papirus, 2000.

NUNES, Sylvia da Silveira. Racismo no Brasil: tentativas de disfarce de uma violência explícita. Psicologia USP. 2006, vol.17, n.1, pp.89-98. Disponível em: . Acesso em 20 de agosto de 2018.

OLIVEIRA, Fabiana Luci de. UPPs, direitos e Justiça: um estudo de caso das favelas do Vidigal e do Cantagalo. Rio de Janeiro: Editora FGV,2012.

PETRUCCELLI, José Luis; SABOIA, Ana Lucia (Org.). Características Étnico-Raciais da população: classificação e identidades. Rio de Janeiro: IBGE, 2013.

SANTOS, Alessandro de Oliveira dos. FERNANDES, Saulo Luders. A psicologia na compreensão étnico-racial do negro no Brasil. In: OLIVEIRA, Iolanda. PESSANHA, Marcia Maria de Jesus. Educação e Relações Raciais. Niterói: CEAD/UFF, 2016.

SILVA, Marta do Nascimento. A favela como expressão dos conflitos no espaço urbano do Rio de Janeiro: o exemplo da zona sul carioca. Dissertação (Mestrado em Geografia). Rio de Janeiro: PUC Rio, 2010. Disponível em: . Acesso em 12 de agosto de 2018.

STELLA MARIS, Colégio. “Instituição”, “Proposta Pedagógica”. Disponível em . Acesso em 5 de agosto de 2018.

TEPEDINO, Cristina de Azeredo Lopes. Cotidiano Escolar e Mudança Sociocultural: a experiência do Colégio Stella Maris. Dissertação (Mestrado em Educação). PUC RIO, Rio de Janeiro, 2007. 127 p. Disponível em: . Acesso em 12 de agosto de 2018.

TERUYA, Teresa Kazuko. Trabalho e educação na era midiática: um estudo sobreo mundo do trabalho na era da mídia e seus reflexos na educação. Maringá, PR:Eduem, 2006.

VASCONCELLOS, Celso. Avaliação da aprendizagem: práticas de mudanças: por uma práxis transformadora. São Paulo: Libertad, 2005.




DOI: https://doi.org/10.20949/rhhj.v7i14.460

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Vitor Leandro de Souza, Danubia de Araujo Machado

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

       

 

 

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia