Sob nova direção: o PNLD e seus desafios frente aos contextos político-educativos emergentes

Flávia Eloisa Caimi

Resumo


Pela sua importância e dimensão no cenário educacional brasileiro, o Programa Nacional do Livro Didático tem o mérito de submeter a produção didática a processos avaliativos sistemáticos e sólidos, contribuindo para a melhoria da qualidade dos materiais que se destinam aos diversos níveis da educação básica em instituições públicas brasileiras. No estudo ora proposto, de natureza bibliográfica e documental, intenta-se analisar os caminhos recentes desta política pública que tem se configurado como programa de Estado; sistematizar alguns dos principais avanços conquistados nas últimas duas décadas; e apontar seus desafios frente à publicação do Decreto nº 9.099/2017, no momento em que o país vive um contexto político-educativo marcado por fortes disputas em torno do papel do Estado na promoção da redistribuição de bens públicos, da cidadania e da justiça social.


Texto completo:

PDF

Referências


ADRIÃO, Theresa; GARCIA, Teise; BORGHI, Raquel; ARELARO, Lisete. Uma modalidade peculiar de privatização da educação pública: a aquisição de “sistemas de ensino” por municípios paulistas. Educação e Sociedade, Campinas, vol. 30, n. 108, p. 799-818, out./ 2009.

BECSKEHÁZY, Ilona; LOUZANO, Paula. Sala de aula estruturada: o impacto do uso de sistemas de ensino nos resultados da Prova Brasil - um estudo quantitativo no estado de São Paulo. 2010. Disponível em: http://www.lideresemgestaoescolar.org.br/2010//upload/arquivos/Sala%20de%20aula%20estrutur ada%20(Ilona%20Becskehazy%20e%20Paula%20Louzano).pdf. Acesso em: 15 ago. 2017.

BRASIL. Presidência da República. Decreto nº 7.084, de 27 de janeiro de 2010. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2010/Decreto/D7084.htm. Acesso em: 18 mai. 2018.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil (1988). Disponível em: http://legis.senado.leg.br/legislacao/ListaTextoSigen.action?norma=579494&id=16434803&idBinario=16434817. Acesso em: 15 jul. 2018.

BRASIL. Presidência da República. Decreto nº 9.099, de 18 de julho de 2017. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2017/decreto/D9099.htm. Acesso em: 22 jul. 2018.

BRITTO, Tatiana Feitosa de. O Livro Didático, o Mercado Editorial e os Sistemas de Ensino Apostilados. Centro de Estudos da Consultoria do Senado Federal. Textos para discussão 92, junho de 2011. Disponível em: https://www12.senado.leg.br/publicacoes/estudos-legislativos/tipos-de-estudos/textos-para-discussao/td-92-o-livro-didatico-o-mercado-editorial-e-os-sistemas-de-ensino-apostilados. Acesso em: 22 jul. 2018.

CAIMI, Flávia Eloisa. O livro didático de história e suas imperfeições: repercussões do PNLD após 20 anos. In: ROCHA, Helenice A. B.; REZNIK, Luís; MAGALHÃES, Marcelo (Org.). Livros Didáticos de História. Entre Políticas e Narrativas. Rio de Janeiro: FGV Editora, v. 1, p. 23-45, 2017.

CAIN, Alessandra Aparecida. A organização do trabalho pedagógico na escola e o sistema apostilado de ensino: estudo de caso. Tese (Doutorado) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Faculdade de Ciências e Letras (Campus de Araraquara), 2014.

CÁRIA, Neide Pena. A parceria de empresas educacionais de iniciativa privada com as redes municipais de educação do Sul de Minas Gerais. Tese (Doutorado). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Currículo. São Paulo, 2012.

ESCOLANO BENITO, Agustín (Ed). Curriculum editado y sociedade del conocimiento: texto, multimedialidad y cultura de la escuela. Valencia: Editorial Tirant Lo Blanch, 2006.

FREITAS, Luiz Carlos de. Tecnicismo: ele está de volta. In: Avaliação Educacional. Blog do Freitas. Publicado em 26 de agosto de 2016. Disponível em: https://avaliacaoeducacional.com/2016/08/26/tecnicismo-ele-esta-de-volta/. Acesso em: 20 jul. 2018.

GOMES, Nilma Lino. Apresentação. Desigualdades e diversidade na educação. Educação & Sociedade, Campinas, v. 33, n. 120, p. 687-693, jul.-set., 2012. Disponível em: http://www.cedes.unicamp.br. Acesso em: 10 jul. 2018.

HÖFLING, Eloisa de Mattos. Notas para discussão quanto à implementação de programas de governo: em foco o Programa Nacional do Livro Didático. Educação & Sociedade, ano XXI, nº 70, p. 159-170, Abril/2000. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v21n70/a09v2170.pdf. Acesso em: 12 nov. 2015.

LAVILLE, Christian. A guerra das narrativas: debates e ilusões em torno do ensino de História. Revista Brasileira de História. São Paulo, v. 19, nº 38, p. 125-138, 1999.

MOYA, Sarah Helena. Avaliação da eficácia dos métodos estruturados de ensino nas escolas públicas municipais do estado de São Paulo. Dissertação (Mestrado). Fundação Getúlio Vargas. Escola de Economia de São Paulo, 2012.

NASCIMENTO, Karine Bueno do. Programa Nacional do Livro Didático e Sistemas Apostilados de Ensino: um diálogo mediado pelas evidências da Prova Brasil. Dissertação (Mestrado). Universidade Federal de Santa Maria. Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde, 2015.

OLIVEIRA, João Batista. Ensino estruturado: um modelo pedagógico eficaz. Revista Veja. Publicado em 30 de março de 2016. Disponível em: https://veja.abril.com.br/blog/educacao-em-evidencia/ensino-estruturado-um-modelo-pedagogico-eficaz/ Acesso em: 10 jul. 2018.

RAMOS, Marise N.; FRIGOTTO, Gaudêncio. Medida Provisória 746/2016: A Contra-Reforma do Ensino Médio do Golpe de Estado de 31 de Agosto de 2016. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, nº 70, p. 30-48, dez./2016.

SAVIANI, Dermeval. Escola e democracia. Polêmicas do nosso tempo. 30. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 1995.




DOI: https://doi.org/10.20949/rhhj.v7i14.465

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Flávia Eloisa Caimi

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

       

 

 

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia