História do ensino de História: desafios para uma nova escrita de síntese

Alexandre Guilherme da Cruz Alves Junior, Margarida Maria Dias de Oliveira, Fábio Alves Alves dos Santos, Itamar Freitas de Oliveiras

Resumo


Este ensaio discute as formas como a
experiência brasileira do ensino de História
tem sido narrada e apropriada nas
últimas décadas. Refletimos sobre algumas
tomadas de decisão em termos teórico-
metodológicos como a espacialização,
a periodização e as motivações
ideológicas que constituem os objetos
de pesquisa. Assim sugerimos novas
abordagens à uma futura escrita de síntese
da História do Ensino de História.


Texto completo:

PDF

Referências


ANDERSON, B. Imagined communities: reflections on the origin and spread of nationalism. New York: Verso, 1983

BURKE, Peter. A Escola dos Annales, 1929 – 1989: a revolução francesa da historiografia. 2ª.ed. SP: Ed. UNESP, 2010

CARVALHO, Rosana Areal; MACHADO, Raphael Ribeiro. A História da Educação Brasileira na produção de Primitivo Moacyr. Revista de História e Historiografia da Educação, Curitiba, v. 2, n. 4, jan./abril 2018, pg. 147-169.

DOSSE, François. A história em migalhas: dos Annales à Nova História. São Paulo: Ensaio; Campinas: Ed. Unicamp, 1994.

FONSECA, Thaís Nívia de Lima e. História & ensino de história. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2004. 120 p. (História & reflexões)

FREITAS, Itamar. Histórias do ensino de História no Brasil. São Cristóvão: Editora da UFS, 2010. v. 2.

FREITAS, Itamar. Histórias do ensino de história no Brasil. São Cristóvão: Editora da UFS, 2006. v. 1.

FREITAS, Itamar; SEMEAO, J. D.; OLIVEIRA, Margarida Maria Dias de. O Contemporâneo e o Tempo Presente nos Currículos Escolares de História nos EUA e no Brasil (2002-2012). Cadernos do Tempo Presente, v. 11, p. 1, 2013.

FREITAS, Itamar; OLIVEIRA, Margarida Maria Dias de . A formação do profissional de história na conteporaneidade. Mouseion, [Porto Alegre], v. 19, p. 109-125, 2014.

FREITAS, Itamar; OLIVEIRA, Margarida Maria Dias de. Historiografia didática e prescrições estatais sobre conteúdos históricos em nível nacional (1931-2012). Territórios e Fronteiras, Cuiabá, v. 6, p. 6-18, 2013.

FREITAS, Itamar; OLIVEIRA, Margarida Maria Dias de. “Papai, para que serve a história?”: funções e sentidos da aprendizagem histórica na literatura recente colhida na Espanha e apropriada pelos brasileiros. Tempos Gerais, São João del Rei, v. 4, p. 1-13, 2015.

HAUPT, Heinz-Gerhard; KOCKA, Jürgen. Comparison and beyond: traditions, scoe and perspectives of comparative History. Comparative and transnacional approaches and new perspectives. New York: Berghahn Books, 2012.

JANOTTI, M. L. M.. Historia, Politica e Ensino. In: Circe Bittencourt. (Org.). O saber histórico na sala de aula. São Paulo: CONTEXTO, 1997, v. , p. 42-53.

LEITE, Juçara Luzia. Professores e políticos em nome da paz: interesses internacionais por uma história ensinada. Saeculum (UFPB), v. 22, p. 103-113, 2010.

MOACYR, Primitivo. A Instrução e as Províncias: subsídios para a História da Educação no Brasil. São Paulo: Cia Editora Nacional, 1940. (03 vol.)

MOACYR, Primitivo. A instrução e o Império. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1936. (03 vol.)

NADAI, Elza. O ensino de História e a “pedagogia do cidadão”. In: PINSKY, Jaime. O ensino de História e a criação do fato. 14. ed. São Paulo: Contexto, 2011 [1988], p. 27-35.

NEVES, Joana. Como se estuda História. In: Revista de Ciências Humanas. João Pessoa, UFPB/CCHLA, 1980, trimestral, Ano 2 nº 4.

OLIVEIRA, Luiz Antônio de. Tessituras do Ensino Público: a unidade em Primitivo Moacyr (1910 – 1930). 202f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Estadual de Maringá, 2014.

OLIVEIRA, Margarida Maria Dias de ; FREITAS, Itamar . Currículos de História e expectativas de aprendizagem para os anos finais do ensino fundamental no Brasil (2007-2012). Revista História Hoje, v. 1, p. 1, 2012.

OLIVEIRA, Margarida Maria Dias de. O direito ao passado: uma discussão necessária à formação do profissional de História. São Cristóvão: Editora da UFS, 2012.

REVEL, Jacques (org.). Jogos de Escala: a experiência da microanálise. Rio de Janeiro: Ed. FGV, 1998.

RICOUER, Paul. A memória, a história e o esquecimento. Campinas: Ed. Unicamp, 2007.

RÜSEN, Jörn. Teoria da história: Uma teoria da história como ciência. (Trad. Estevão de Rezende Martins). Curitiba: Ed. UFPR, 2015.

RUST. Val D.; JOHNSTONE, Brian; ALLAF, Carine. Reflexões sobre o desenvolvimento da educação comparada. In: COWEN, Robert; KAZAMIAS, Andreas M. ; ULTERHALTER, Elaine. Educação comparada: panorama internacional e perspectivas. Brasília: Unesco, 2012. p.153-172.

WEINSTEIN, Barbara. Pensando a história fora da nação: a historiografia da América Latina e o viés transnacional. In: Revista Eletrônica da ANPHLAC, n 14, 2013.

WINEBURG, Sam. Historical Thinking and other unnatural acts: charting the future of teaching the past. Temple University Press: Philadelphia, 2001.




DOI: https://doi.org/10.20949/rhhj.v10i19.606

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Alexandre Guilherme da Cruz Alves Junior, Margarida Maria Dias de Oliveira, Fábio Alves Alves dos Santos, Itamar Freitas de Oliveiras

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

       

 

 

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia