Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir para o rodapé

Dossiê

v. 10 n. 21 (2021): Edição Especial

Tempos autoritários e militância intelectual: posicionamentos políticos e temas sensíveis na Revista História Hoje (2017-2019)

DOI
https://doi.org/10.20949/rhhj.v10i21.805
Enviado
julho 16, 2021
Publicado
2021-07-19

Resumo

.O artigo aborda quatro edições da Revista História Hoje, que estiveram sob a editoria de Paulo Eduardo Dias de Mello, entre os anos de 2017 e 2019. O trabalho examina a relação texto-contexto do campo político e a área do ensino de História, e identifica nos textos os objetos chamados de “temas sensíveis”. A análise demonstrou forte desconforto dos autores com as políticas públicas e alterações institucionais promovidas pelo governo federal após o impeachment de Dilma Rousseff, assim como se nota que a área de ensino de História bradava por estratégias de enfrentamento aos retrocessos do campo educacional, mais evidentes nas esferas das relações da democracia e liberdade de ensino e nas políticas de reparação étnico-raciais. Por fim, a análise dos “temas sensíveis” demonstra que o trato com o passado das ditaduras no Brasil é ainda um ponto bastante frágil no ensino da história.