A História do Brasil entre “mundos” e a excepcionalidade europeia: a Base Nacional Curricular Comum (2014-2018)

André Luan Nunes Macedo

Resumo


O presente artigo estabelece uma comparação
entre a primeira versão da Base
Nacional Comum Curricular (BNCC)
de História (2014) e sua última, publicada
no governo de Michel Temer (2018).
É parte de nossa tese de doutoramento,
cuja proposta foi analisar a história do
eurocentrismo nos livros didáticos e políticas
curriculares. A leitura das diferentes
versões da BNCC foi feita em
conjunto com a leitura dos pareceres,
encomendados pelo Ministério da Educação,
de historiadores conhecidos pela
sua contribuição acadêmica. Afinal,
quais são as diferenças entre a primeira
versão da BNCC – anterior ao governo
de Michel Temer – e a versão explicitamente
eurocêntrica? Essa é a principal
questão a que buscamos responder nesse
trabalho.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.20949/rhhj.v11i22.810

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2022 André Luan Nunes Macedo

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

       

 

 

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia